A violência contra a mulher é um grande problema da atualidade, o foco desta violência é justamente o ambiente aonde normalmente se busca paz e conforto, em seu próprio lar.

 

Partindo na grande maioria dos casos, justamente da pessoa que deveria ser o seu maior amparo, seu alicerce, seu maior amigo, seu companheiro.

Anjo

Na expectativa de contribuir para a redução destas estatísticas, desenvolvemos um chamado de emergência, um aplicativo que permite o registro de uma ocorrência em tempo real, podendo ser feita de qualquer celular, integrado a uma central de atendimento e ao aplicativo Anjo COP, de uso da viatura policial.

ANJO é uma plataforma inteligente para gestão de ocorrências contra as mulheres, sendo desenvolvida em dois ambientes integrados, WEB e APP.

Central Anjo

Imagem1www.png
  • ADM: Ambiente responsável por toda a gestão operacional e gerencial da plataforma. Responsabilidade sobre as gestões de acesso, criação de usuários, definição de perfis de acesso, gerenciamento de cadastros recebidos do App.

Entre outros funcionalidades operacionais e gerenciais.

 

  • CENTRAL Anjo: Plataforma WEB destinada a receber, distribuir e Gerenciar todas as demandas ocorrências” geradas pelos usuários da APP (vítimas). Além de receber demandas esta plataforma poderá encaminhar demandas para outras entidades envolvidas no projeto, delegacias da mulher, promotoria, magistrado, ministério público. Efetuando integrações com outras plataformas, sistemas e sites.

 

 App Anjo e Anjo COP

 

  • App Anjo: Ambiente destinados aos usuários finais, VÏTIMAS. Sendo um ambiente APP integrado online com a central Anjo, nele o usuário gera ocorrências, pedidos de socorro e também recebe retorno das mesmas, assim como outras funcionalidades que serão apresentadas no descritivo inicial.

  • App Anjo COP: Ambiente APP sendo utilizado pelos  agentes  de segurança pública, policiais, estando integrado a Central ANJO, recebendo as ocorrências geradas pelo APP Anjo, dados da vítima, localização exata onde se encontra a vítima, trajeto, tempo de chegada e áudios recebidos pela Central Anjo.

  • Os agentes de segurança via APP Anjo COP, efetuam o atendimento da ocorrência, relatando o atendimento em áudio, vídeos e fotos que ficam centralizados na central.

  • Finalizando o atendimento da ocorrência, os agentes de segurança via Anjo COP encaminham a ocorrência para a delegacia de polícia mas próxima da vítima, especializada pelo tipo de ocorrência gerada.

  • Os agentes de segurança via APP Anjo COP, após efetuarem o atendimento da ocorrência, podem relatar todo o atendimento em áudio, vídeos e fotos que ficam armazenados e centralizados na central Anjo, ficando vinculados a ocorrência gerada pela vítima.

Imagem1222.png

  • A delegacia de polícia é informada via central Anjo da existência da ocorrência, todos os dados da vítima, áudios capturados pelo App Anjo, todos os dados, fotos e vídeos informados pelo agente de segurança em seu atendimento a vítima.

  • Podendo via central Anjo a delegacia de polícia encaminhar todos os dados para o ministério público, solicitando medidas protetivas, agilizando todo o processo. Na prática toda solicitação da medida protetiva pode ser feita em quanto o agressor é encaminhado para delegacia pelos agentes de segurança, que atenderam a ocorrência e a vítima. 

Apresentação PDF

Vídeo de App ANJO

Vídeo App Anjo na Prática

Captura de Tela 2021-03-11 às 16.11.48.

Vídeo Eliana - Vítima que participou da simulação do App Anjo na Prática

Projeto Anjo Guardião

Forma 3D

  • O projeto Anjo guardião possui 60% da tecnologia embarcada e testada, sendo um projeto para fase III, onde iremos aplicar o rastreamento da tornozeleira, fazendo as devidas integrações com o App Anjo e Central Anjo.

BENEFÍCIOS INSTITUCIONAIS ALMEJADOS

  • Redução dos casos de Violência intrafamiliar;

  • Proporcionar a denuncia em tempo real;

  • Dar voz aquelas que estão sobre ameaças;

  • Diminuir a impunidade;

  • Diminuir os casos de assédios;

  • Diminuir e eliminar os casos de ameaças as vítimas;

  • Diminuir os casos de violência sexual e sequestro seguido de morte;

  • Ajudar a criar redes de apoios as vítimas;

  • Permitir que outras vítimas possam dar seu depoimento;

  • Chamar a atenção da sociedade para a real situação em nosso país, sobre os casos de violência seja qual for o tipo;

  • Diminuir os casos de violência contra as nossas crianças.

ANJOS

Dra. ANNA FALCÃO MODESTO - DPC Pará.

Dra. Anna Falcão - Delegada da Polícia Civil - Pará, idealizadora do app ANJO

DR. FRANKLIN LOBATO PRADO

Dr. Franklin Lobato - Promotor de Justiça MPPA, ativista pelos Direitos humanos e das mulheres no Pará

RAFAEL MENDES SERAFIM

CEO FOCCUS.e - Empresa idealizadora e desenvolvedora da tecnologia ANJO.

DRA. ANGELA MARIA BALIEIRO QUEIROZ

Dra. Angela Queiroz - Promotora de Justiça MPPA, ativista pelos Direitos humanos e das mulheres no Pará

JOÃO TELMO CABRAL JR.

CTO FOCCUS.e - Empresa idealizadora e desenvolvedora da tecnologia ANJO.

ELIANA PERDIGÃO

Eliana Perdigão - De sobrevivente da violência à Ativista pelos Direitos humanos e das mulheres no Pará

Entidades e empresas apoiadoras do App Anjo

Captura de Tela 2021-01-18 às 14.22.48.

FOCCUS.e

Captura de Tela 2021-01-18 às 16.41.22.

Núcleo Mulher/MPPA

anjomusicaNaiana Santos
00:00 / 02:14

Deseja receber maiores informações, entre em contato conosco.